01 julho 2015

Miúdas no shopping!!



Há uns dias desabafei aqui que elas estavam a passar uma fase difícil em termos de comportamento. Pois bem, a fase continua! Podem estar muito bem e de um momento para o outro, começa uma birra! Ou duas, se tivermos "sorte"... Gritar, chorar sem vontade, vale tudo! Já para não falar dos "ataques" mútuos (dentadas, beliscadelas, palmadas, apertões, etc.) e se não estão perto o suficiente para tocarem uma na outra, não há problema: ficam-se pela ameaça - fazem cara de más, trocam um olhar assustador e esticam as mãos bem abertas na direção uma da outra. Este parece ser, por agora, o jogo preferido delas, o do "tu tens medo de mim! / não, tu é que tens medo de mim!". Guerras destas entre irmãos são perfeitamente normais (quando éramos pequenos, a minha mãe dizia que o meu irmão e eu parecíamos cão e gato), ainda para mais sendo gémeas, a passar as mesmas fases de desenvolvimento em simultâneo. Mas a verdade é que todas as mães gostam e querem que os filhos se deem bem e eu não sou exceção...

Mas no fim de semana tive uma pequena prova de que por trás de tudo isto elas adoram-se e têm de estar sempre juntas! Digo mais uma porque, apesar de tudo, elas também têm gestos bonitos e protetores uma com a outra!

Depois de um passeio de triciclo no jardim e de brincadeiras no parque infantil, fomos até ao centro comercial. Cá em casa nunca fomos muito apologistas de ir passear para centros comerciais, para nós passear é ao ar livre :), e com elas ainda menos - só vamos se precisarmos mesmo de alguma coisa e vamos direitos às lojas que queremos. A diferença agora, desde que o carrinho de passeio fica quase sempre em casa, é que elas é que mandam! Basicamente, passamos mais tempo com elas nas máquinas que se encontram espalhadas pelos corredores do que propriamente nas lojas... E elas ainda não descobriram que se usarmos uma moeda, aquelas máquinas ganham vida (temos conseguido esconder-lhes isto, não sei por quanto mais tempo)! E a quantidade de maquinetas daquelas que há?? Só agora é que me apercebo bem da realidade, elas estão por todo o lado! O Noddy com a Ursa Teresa no seu carro amarelo, o Pato Donald, submarinos e até carrosséis! Há de tudo para nos levar à falência - mas pronto, aqueles sorrisos de alegria e o brilho naqueles olhos fazem tudo valer a pena (farão, que por enquanto ainda não chegámos à fase da música, luzes e movimento por 1€).

Antes de jantarmos e entre os póneis e o submarino (há que tratar as máquinas pelos nomes!), lá conseguimos entrar numa loja para espreitar os saldos. Achei que o melhor para pouparmos tempo seria eu levar uma das princesas comigo enquanto o pai levava a outra princesa a outra loja para ver roupa para ele. A ideia foi boa até deixar de ser apenas ideia e a tentarmos pôr em prática: assim que nos afastamos uns metros e elas deixaram de se ver, a H começou a perguntar pela irmã e a puxar o pai de volta e a B só dizia que queria "ir lá para fora" (para fora da loja, onde se tinha separado da irmã). Claro que tivemos de fazer romaria, os quatro juntos, com o pai a tentar controlar as miúdas, elas a não pararem em lado nenhum e a quererem mexer em tudo e eu a ver os expositores quase em modo raio-x, sem poder perder muito tempo com o que quer que fosse... Concluindo, não conseguimos ver quase nada do ponto de vista consumista mas acabamos por ver o mais importante: o amor e a preocupação que estas duas bonecas sentem uma pela outra, vimos que não conseguem (nem querem) estar afastadas. Não que houvessem dúvidas, mas com tanta embirração uma com a outra ultimamente, sabe mesmo muito bem ver coisas destas acontecerem!

Para a história desta primeira tentativa de ida aos saldos com as miúdas ficar completa, tenho de acrescentar esta saída delas... Uma das poucas vezes que consegui pegar numa camisola para ver se gostava e se havia o meu tamanho, uma delas chega ao pé de mim e diz "mãe, deixa isso, já tens"! E como elas gostam de fazer notar a sua opinião, um simples "eu também acho" não chega; a outra chega ao pé de mim e repete a frase! De realçar que não, não tinha nenhuma camisola igual àquela, nem tão pouco parecida - não tinha mas agora já tenho; consegui trazê-la, bem como uma saia linda que já mostrei no Instagram ;)

2 comentários:

  1. eu já desisti de os levar para as lojas... não consigo ver nada sossegada pois tenho que andar sempre a correr atrás do mais novo!
    :))
    não os chamo de índios à toa ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só queria dar uma vista de olhos rápida, aproveitar os saldos para comprar um "trapinho" novo para usar no meu aniversário... Não costumava levá-las e está visto que é melhor continuar assim! :)

      Eliminar

Obrigada por visitar o blog! Deixe um comentário, é importante para mim saber a sua opinião :) :)