19 abril 2015

Palavras difíceis de perceber. . .


Ontem, estava eu a trabalhar, quando ouvi na Rádio Comercial o Diogo Beja e a Joana Azevedo falarem sobre algo que muitos pais iriam gostar que existisse: um tradutor do que os filhos pequenos dizem! A Joana Azevedo contou que o atual passatempo dela é gravar algumas coisas que o filho de dois anos diz e depois perguntar aos familiares e amigos se o percebem. Ela pôs no ar uma dessas gravações e realmente era difícil de perceber...



As minhas filhotas também têm dois anos e falam imenso, são até muito explicadas, tanto que não temos muitas situações destas para contar e nos lembrarmos mais tarde. Ainda assim, há dois vocábulos que elas dizem desde cedo e que, mesmo agora que já falam melhor e sabem dizer ambas as palavras correspondentes de forma correta (ou quase), continuam a dizê-los mais por graça e hábito do que por outra coisa. Neste aspeto, os pais e avós talvez contribuam para isso, pois nós próprios referimo-nos muitas vezes àquelas duas coisas com os mesmos vocábulos que elas... Mas só o fazemos porque sabemos que elas sabem dizer as palavras certas se quiserem, se nós pedirmos, e por isso cá em casa há dois "acessórios" que ainda são chamados de BÁ e U.

BÁ... U... Conseguem adivinhar o que são estas coisas??


Sigam o E assim sou (mais) feliz! no Facebook e no Bloglovin'

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por visitar o blog! Deixe um comentário, é importante para mim saber a sua opinião :) :)