09 outubro 2014

Ui! Estes temperamentos. . . !


Andava eu a pensar no que ia escrever neste post acerca do comportamento menos simpático e educado, digamos assim, das minhas filhas nos últimos dias, quando recebo uma newsletter no meu mail com este título: Tem um bebé com temperamento difícil? Pouco a pouco, conseguirá acalmá-lo.

Não podia ter chegado em melhor altura! Recebo estas newsletters todos os meses com informações sobre o desenvolvimento físico, psicológico e cognitivo dos bebés e na do mês passado, sobre o 18º mês, um dos tópicos abordados alertava para a alteração de atitude e humor dos bebés nesta fase - as birras e os comportamentos agressivos. Lembro-me que quando li isso pensei "a minha B deve ser precoce, ainda faltam uns dias para os 18 meses mas já dá mostras da sua atitude e humor..."

Pois, no passado fim de semana a H despertou para esta nova fase também (duas semanas depois dos 18 meses)... E agora quando há birras, são a dobrar, ou então não, que às vezes as meninas revezam-se para não se cansarem tanto, o que é fantástico...! Acho mesmo que elas fazem turnos de birras, mas são muito organizadas, mais do que muitos adultos até, pois não precisam de tabelas para saberem quando é a sua vez! Ainda pensei que isto fosse só uma fase, mas já ouvi dizer que pode durar até aos 5 anos... MEDO... A minha esperança é que, como os miúdos são todos diferentes e cada qual tem o seu ritmo próprio de desenvolvimento, no caso delas a fase das birras não seja assim tão prolongada... Enfim, é esperar e ver...

Agora, a caminho dos 19 meses, recebo então esta newsletter com informação mais detalhada acerca deste assunto "delicado" e, tendo em conta as experiências que tenho tido, percebo o porquê do tópico do mês anterior ser apenas uma nota não muito extensa - era apenas um pequeno sinal para nos irmos preparando para o que estava a chegar.
Partilho convosco a informação que recebi. Espero que nos seja útil, a mim e a vocês!


Tem um bebé com temperamento difícil? Pouco a pouco, conseguirá acalmá-lo.
Não se surpreendam se, de repente, o vosso amistoso bebé começar a bater nas pessoas. Muitas crianças desta idade começam a comunicar os seus sentimentos sob a forma física.
Por um lado, fazem-no para chamar à atenção, por outro, deve-se ao facto da sua capacidade para se expressarem continuar a ser limitada. Para refrear este comportamento, prestem-lhe mais atenção quando ele conseguir comunicar sem bater em ninguém. Os estímulos positivos pelo bom comportamento ensinam melhor do que as consequências negativas pelo mau comportamento. O que devem fazer? Não o exponham a situações sociais quando ele quiser dormir a sua sesta ou tiver demasiada fome, para que se mantenha calmo. Além disso, tentem dedicar-lhe tempo a sós todos os dias, para que obtenha toda a atenção que ele deseja dos pais. Não se dêem por vencidos. Em breve, desenvolverá uma linguagem que o ajudará a comunicar de forma muito mais eficaz.


Pergunta / Resposta
O que posso fazer para que a minha filha de 1 ano e meio seja mais sociável (menos arisca)?
A minha filha de um ano e meio parece que ficou mais agressiva desde que a minha mãe saiu de nossa casa. Todos os colegas a consideram a abusadora ou a má da escola e têm medo dela; além disso, muitos pais estão a começar a falar mal de mim. O que posso fazer para que a minha filha volte a ser a menina doce de antes?
Parece que a sua filha está a exteriorizar as suas emoções e você pensa que isso pode dever-se à ausência da avó da menina. É possível, especialmente se a vida da sua filha se tiver tornado mais imprevisível e stressante. Nesse caso, descobrir formas de baixar o nível de stress em casa deveria ajudar a acalmar a sua filha. Ora bem, levantou outro assunto na última parte da sua pergunta. As crianças sofrem mudanças notáveis durante os primeiros anos de vida. É possível que uma criança de dois anos de idade seja muito mais insolente do que, por exemplo, uma de um ano. Embora a sua filha possa aprender a ser mais amável, não voltará a ser um bebé.



Fonte: site Dodot

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por visitar o blog! Deixe um comentário, é importante para mim saber a sua opinião :) :)